Voltar para home

ATIVIDADE FÍSICA: EM QUE IDADE E COMO COMEÇAR

Data: 24/08/2018
Mídia: Release


A partir dos sete anos de idade, a criança deve ser estimulada a correr, subir, descer, se exercitar, mas não é indicado foco em apenas um tipo de atividade, pois poderá privar o desenvolvimento de certos grupos musculares.

A atividade física é indicada em qualquer idade, mas antes de iniciá-la, alguns cuidados são essenciais:

1. Procure um médico cardiologista para fazer os exames necessários e certificar-se de que está tudo bem. É a partir dessa avaliação que a pessoa fica liberada ou não para as práticas esportivas.

2. Se liberado pelo médico, procure um profissional de educação física ou personal trainer para desenvolver um programa indicado a características e necessidades pormenorizadas.

3. É importante optar por atividades que combinem com suas necessidades físicas, como possíveis problemas musculares e de postura, estilo de vida e rotina – se trabalha em pé ou sentado, se tem algum hobby, se é uma pessoa estressada.

4. Mesmo com autorização médica, devem ser feitos testes para avaliação do condicionamento físico na parte cardiovascular, neuromuscular, flexibilidade, bem como os tipos de pisadas – pronada, supinada ou neutra.

5. Não tente forçar a realização de determinadas atividades. Muitas vezes, o aluno acredita que ele precisa se adequar aos exercícios e equipamentos da academia, mas é exatamente o contrário. É preciso adequar os exercícios e equipamentos às necessidades de cada um, respeitando limites de amplitudes de movimento em cada articulação, para que a atividade física seja prazerosa e traga resultados, não danos.

7. É sempre melhor começar os exercícios de forma gradativa. O ideal para quem está iniciando a prática é dedicar-se três vezes por semana, durante 30 minutos. Os exercícios aeróbicos, a princípio, são mais benéficos. Respeitar o período de adaptação neural e o próprio limite é fundamental para futuramente ter um melhor resultado e atingir o objetivo proposto, com saúde e segurança.

8. O começo das atividades pode ter como objetivo a correção de pequenos problemas de postura, alongamento e flexibilidade. Corrigindo isso, é possível iniciar um trabalho mais voltado à conquista do objetivo de cada aluno.

9. Independentemente do objetivo, uma alimentação balanceada é imprescindível para alcançar os objetivos.

10. “Deixe que a alimentação seja o seu remédio e o seu remédio a sua alimentação” (HIPÓCRATES)

 

Luiz Carlos Pereira, educador físico do Hospital e Maternidade Christóvão da Gama